Dr. Alexandre Sousa - Cadiologia

Notícias

Novas recomendações para o tratamento de altos níveis de triglicérides no sangue

Autor: Dr. Alexandre Sousa
Data: 14/06/2011

Triglicérides são compostos químicos que existem em diversos alimentos e também estão presentes no plasma humano (a parte líquida do sangue). Estes compostos associados ao colesterol formam os lipídios (gorduras) presentes no sangue.
 
São utilizados no nosso organismo como fonte de energia pela rápida transformação em glicose e correlatos.
 
Há muito tempo se reconhece a associação de níveis elevados de triglicérides e de doença cardiovascular. Porém o impacto desta associação vem sendo debatido há décadas.
 
Após um jejum de 12 horas uma amostra de sangue pode mostrar os resultados dos triglicérides no pasma, sendo considerados como resultado:

  • Normal — menos de 150 milligramas per decilitro (mg/dL)
  • Normal alto — de 150 a 199 mg/dL
  • Alto — de 200 a 499 mg/dL
  • Muito alto — maios ou igual a 500 mg/dL

Em novas diretrizes publicadas a Associação Americana de Cardiologia reforça a indicação de medidas não farmacológicas para o tratamento de pacientes portadores de hipertigliceridemia, sendo a principal base a atividade física regular a dieta pobre em carboidratos e a perda de peso1.

Como ainda não existem evidências fortes do tratamento medicamentoso e resultados em termos de redução de eventos cardiovasculares maiores (morte ou infarto), a recomendação reforça que estas medidas são não só eficazes como poupam o consumo de medicamentos.
 
A tabela abaixo (versão do inglês registrada na publicação) mostra as ações na dependência da intensidade da hipertrigliceridemia.
 

Recomendação Entre 150-199 mg/dL Entre 200-499 mg/dL >500 mg/dL
Perda de peso (em % do peso atual) <5 5-10 5-10
Ingestão de carboidratos (% da ingesta calórica diária) 50-60 50-55 45-50
Açúcar adicionado aos alimentos (%da ingesta calórica diária) <10 5-10 <5
Frutose (g/dia) – açúcar derivados de frutas e hortaliças <100 50-100 <50
Ingestão de proteínas (%da ingesta calórica diária) 15 15-20 20
Ácidos graxos saturados (%da ingesta calórica diária)* <7 <5 <5
Ácidos graxos monoinsaturados (% da ingesta calórica diária)* 10-20 10-20 10-20
Ácidos graxos poli-insaturados (%da ingesta calórica diária)* 10-20 10-20 10-20

 
 
*Ácidos graxos saturados : encontrados na forma de gordura (sólidos) e em produtos de origem animal como leite integral, manteiga, creme de leite, chantilly, queijos gordurosos (provolone, parmesão, mussarela), banha, bacon, sebo, toucinho, gordura das carnes, pele das aves e dos peixes.
 
Ácidos graxos monounsaturados: São normalmente encontrados na forma líquida (óleos), principalmente em produtos de origem vegetal como os óleos vegetais (girassol, milho, soja, algodão), óleos de peixe e em oleaginosas (castanhas, amêndoas etc.). Ainda podem ser encontrados (apesar de origem animal) nos óleos de peixe.
 
Ácidos graxos poli-insaturados: o ômega-3 (ácido linolênico) e ômega-6 (ácido linoléico). O ácido graxo ômega-3 é encontrado principalmente nos peixes e óleos de peixe. O ácido graxo ômega-6 são encontrados em óleos vegetais (girassol, milho, soja, algodão).
 
1 – Original do relatório para profissionais da área de saúde disponível em inglês no site: http://circ.ahajournals.org/cgi/reprint/CIR.0b013e3182160726
 

Desejo receber mais informações no meu e-mail

Summer Comunicação Integrada